CULTURA COM ESSÊNCIA

CULTURA COM ESSÊNCIA

Hebe - A Estrela do Brasil. Gracinha!

Realmente Hebe Camargo mereceu um longa sobre sua trajetória. O filme dirigido por Maurício Farias e roteiro de Carolina Kotscho caiu na graça dos admiradores da apresentadora mais carismática e que não tinha medo de falar a verdade. Já nos cinemas!   

Andréa Beltrão interpreta maravilhosamente Hebe Camargo

A Essência do Filme




Como falar de Hebe e não lembrar de uma época onde muitas famílias se juntava na sala para assistir seu programa. Obviamente o filme trouxe para muitos uma nostalgia caseira. Hebe não era apenas uma apresentadora, mas sim a voz para muitas pessoas rotuladas por uma época bem mais carregada de preconceitos e na transição da ditadura militar para a democracia.     
Particularmente, eu não achei Andréa Beltrão a cara da Hebe, deixando claro que não falo em semelhanças, mas na medida em que a história ganhava sua essência, percebi que a atriz fez juz total ao papel designado, mudando assim o meu ponto de vista. Hebe era de fato uma mulher forte, carismática, super vaidosa, determinada e de língua solta. Não levava desaforo para casa e nem para o trabalho, sabia muito bem dosar a hora de elogiar e a hora de soltar os cachorros. Apesar do seus problemas pessoais, Hebe desempenhava divinamente seu papel diante das câmeras, mas nem sempre tudo era uma gracinha na vida da diva. Mesmo no auge do seu programa, Hebe vivia batendo de frente com a censura,  o machismo,  com os dilemas de um marido ciumento e consequentemente violento e o filho recluso ainda na transição da adolescência. 
O interessante sobre o filme é que não conta desde do início, mas um periodo muito importante que se destacou durante sua trajetória na televisão e como repercutiu. Hebe também me tirou boas risadas e confesso que estava ansiosa para ver o encontro com Silvio Santos. Bom,  com a onda de tantos filmes biográficos, Hebe não deixa a desejar e sim deixa um gostinho de quero mais. Assistam gracinhas!

Admiradora incondicional de Roberto Carlos (Felipe Rocha).

Sinopse

São Paulo, anos 80.  Brasil vive uma de suas piores crises e Hebe aparece na tela exuberante: é a imagem perfeita do poder e do sucesso. Ao completar 40 anos de profissão, perto de chegar aos 60 anos de vida, está madura e já não aceita ser apenas um produto que vende bem na tela da TV. Mais do que isso, já não suporta ser uma mulher submissa ao marido, ao salário, ao governo e aos costumes vigentes.
Durante o período de abertura política do país, na transição da ditadura militar para a democracia, Hebe aceita correr o risco de perder tudo que conquistou na vida e dá um basta: quer o direito de ser ela mesma na frente das câmeras dona de sua voz e única autora de sua própria história.
Entre o brilho da vida pública e a escuridão da dor privada, Hebe enfrenta o preconceito, o machismo, o marido ciumento, os chefes poderosos e a ditadura militar para se tornar a mais autêntica e mais querida celebridade da história da nossa TV: uma personagem extraordinária, com dramas comuns a qualquer um de seus milhões de fãs.


Conduzia seu programa com muita determinação.

Ficha Técnica

Elenco: Andréa Beltrão, Marco Ricca, Danton Mello, Caio Horowicz, Daniel Boaventura, Stella Miranda, Felipe Rocha, Otávio Augusto  Karine Telles, Ivo Muller, Gabriel Braga Nunes, Renata Bastos, Claudia Missura e Danilo Grangheia. 
Direção: Maurício Farias
Roteiro:  Carolina Kotscho
Distribuição: Warner Bros Brasil


Assista o trailer







Agradecimentos: Warner Bros Brasil


Muito obrigada Tom Dutra do Dicas do Tom.  Acesse o site e veja as super dicas de filmes, eventos culturais, tirinhas em quadrinhos etc...   


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.