CULTURA COM ESSÊNCIA

CULTURA COM ESSÊNCIA

'Djon África', conheça a trajetória de um jovem em busca de suas origens.

Novo filme da Sessão Vitrine Petrobras chega dia 11 de outubro."Djon África", de Filipa Reis e João Miller Guerra, é uma coprodução entre Brasil, Portugal e Cabo Verde e conta a trajetória de Miguel Moreira, também conhecido pelo apelido “Tibars” e pelo codinome “Djon Africa”, em busca de seu pai. 



Miguel (Miguel Moreira), órfão de mãe, vive em Portugal com a avó. O jovem decide se aventurar em uma viagem até Cabo Verde em busca de seu pai, o qual nunca conheceu, e também de sua própria identidade. Porém, tudo o que ele sabe são histórias contadas pela avó durante sua vida, não possui fotos nem informações concretas.

- A ideia para o filme surgiu depois da morte do meu pai. Estávamos com vontade de nos aventurarmos num primeiro longa-metragem de ficção e reparamos que mesmo ao nosso lado o personagem com quem tínhamos feito mais filmes tinha uma história pessoal incrível que poderia ser um ponto de partida para a ficção – revela Guerra.


Na trama, Djon se depara também com questões de pertencimento e imigração com as quais precisa lidar emocionalmente. “A condição de estrangeiro é de certa forma universal. E quer Portugal, quer o Brasil ou Cabo Verde são países de emigrantes. É possível pelo mundo todo encontrar muitos emigrantes tentado viver melhor. As segundas e terceiras gerações de emigrantes vivem situações semelhantes. A busca pela origem é universal e até transcende a condição do emigrante.  E este é um dos temas tratados no filme”, completa o diretor.

O filme teve sua estreia mundial em janeiro deste ano como um dos oito concorrentes ao prêmio Tiger no Festival de Cinema de Roterdã. Também foi exibido no festival New Directors/New Films nos Estados Unidos e no Festival Internacional do Uruguai. Foi convidado para ser o filme de abertura do último Festival Olhar de Cinema de Curitiba, em 2018.

Os dois diretores também são conhecidos pelos filmes “Fora da Vida”, “Bela Vista” e “Cama de Gato”. No Brasil, “DJON AFRICA” é coproduzido pela DESVIA, do Recife, responsável por longas como “Boi Neon” e “Ventos de Agosto”.

Prêmios FIPRESCI - 36º Festival Cinematográfico Internacional del Uruguay, Uruguay
Menção Especial do Júri - 36º Festival Cinematográfico Internacional del Uruguay, Uruguay





Sinopse

Miguel Moreira, também conhecido como Tibars e Djon África, descobre que a genética pode ser cruel quando sua fisionomia – bem como alguns de seus fortes traços de personalidade – o denunciam imediatamente como o filho de seu pai; Alguém que ele nunca conheceu. Esta descoberta intrigante leva-o a tentar descobrir quem é este homem. Tudo o que ele sabe sobre ele é o que sua avó, com quem ele sempre viveu, lhe contou.


Assista o trailer






Ficha Técnica

Produção: Terratrema Filmes, Desvia Filmes, Oll, Uma Pedra no Sapato
Elenco: Miguel Moreira, Isabel Cardoso
Direção: João Miller Guerra, Filipa Reis
Roteiro: Pedro Pinho
Ano: 2018
Duração: 96 min
Gênero: Ficção
Coprodução: Brasil, Portugal e Cabo Verde 
Informações: Sinny Assessoria e Comunicação.





Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.