CULTURA COM ESSÊNCIA

CULTURA COM ESSÊNCIA

'Camocim' documentário de Quentin Delaroche estreia 13 setembro pela Sessão Vitrine Petrobras. Filme pauta dualidade política no interior de Pernambuco em tempos de eleição.


CAMOCIM”, de Quentin Delaroche, é o lançamento de setembro da Sessão Vitrine Petrobrás. O longa mostra a dualidade partidária da cidade de Camocim de São Félix, interior de Pernambuco, em época de eleições. Dois líderes políticos disputam a vaga na Prefeitura enquanto seus cabos eleitorais organizam toda a campanha na cidade.



O protagonismo fica por conta de Mayara Gomes, cabo eleitoral e amiga de César Lucena, candidato a vereador. A jovem de 23 anos luta politicamente por um futuro melhor para sua cidade e para todos que nela habitam. Segundo ela, o filme é importante pois debate as eleições e a visão do que os candidatos podem fazer a favor da população. “Para mim, é muito gratificante participar do filme e ver que o espectador respeita minha forma de dialogar, construir ideias e debater política”, completa.


Para Delaroche, a crise política atual é generalizada. “Cada vez mais, a descrença e desconfiança dos cidadãos pela política e por seus representantes é flagrante. Acho que hoje é necessário dar voz a uma juventude que não se rendeu. Uma juventude que ainda é um pouco inexperiente, mas que acredita em seu poder de ação sobre o mundo, e que segue lutando por seus direitos”, diz.

O diretor conta ainda sobre o processo de criação de "CAMOCIM". “Foi no ano de 2014 que pisei pela primeira vez em Camocim de São Félix. Fazia uma pesquisa em cidades no interior do Nordeste. Logo me impressionei com presença da política em todas as conversas e como ela rege a vida cotidiana. No município de Camocim, esse aspecto ganhou evidência. Ainda recentemente, as campanhas políticas lá eram a base de sangue, suor e lágrima, literalmente. As numerosas conversas com moradores me faziam arrepiar, tendo a impressão que ouvia uma radionovela de faroeste. Decidi filmar Camocim durante a campanha municipal para retratar as relações de poder patriarcais e abordar o processo de modernização do interior do Nordeste”, completa.




SINOPSE

A cada quatro anos, o cotidiano calmo e tranquilo de Camocim de São Félix, pequena cidade do interior do Pernambuco, é chacoalhado. Durante a campanha municipal, a cidade se divide em duas, e todas as vidas parecem orbitar em torno da política. No meio deste mercado eleitoral, Mayara, 23 anos, tenta fazer uma campanha “limpa” para eleger seu candidato e amigo César.

Assista o trailer







  
Sobre o Diretor

Quentin Delaroche dirigiu os filmes “Marie, the cancer tamer” (53’, 2016) e “Nomad’s Land” (52’, 2014). “Camocim” é seu primeiro documentário produzido no Brasil. Em 2018, dirigiu o longa-metragem “Bloqueio”, selecionado na competição do 51º Festival de Brasília. Quentin trabalha também como montador e operador de câmera para o cinema e a televisão.

Lista de Festivais

51º Festival de Brasília

X Janela Internacional de Cinema do Recife

41ª Mostra Internacional de Cinema

21ª Mostra de Cinema de Tiradentes

7º Olhar de Cinema

4ª Mostra Retrospectiva/ Expectativa do Cinema do Dragão

Vencedor do « Encuentro Award » no Miami Film Festival 2017

Festival de Málaga 2018





Ficha Técnica

Com: MAYARA GOMES e CÉSAR LUCENA

Direção, Fotografia e Montagem: QUENTIN DELAROCHE

Produção: DORA AMORIM, THAÍS VIDAL, QUENTIN DELAROCHE

Co-produção: JULIE GUESNON AMARANTE, JUSTINE HENOCHSBERG

Som, Mixagem e Trilha Original: NICOLAU DOMINGUES

Assistente de Direção: VICTORIA ÁLVARES

Argumento: FELLIPE FERNANDES, QUENTIN DELAROCHE

País: Brasil

Ano: 2017

Duração: 76

Informações:  Sinny Assessoria e Comunicação.



Serviço:

Os ingressos são vendidos a preço reduzido, através da bilheteria ou “Cartão Fidelidade SESSÃO VITRINE PETROBRAS”, que poderá ser adquirido no site do projeto. Valor máximo do ingresso: R$ 12 (inteira) / R$ 6 (meia) – variando de acordo com a cidade.








Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.