CULTURA COM ESSÊNCIA

CULTURA COM ESSÊNCIA

"As Boas Maneiras "chega aos cinemas com muito mistério, amor e um toque de fábula urbana.

Quem nunca ouviu aquelas histórias sobre nosso folclore brasileiro? São bem  curiosas não são? O Cultura  com Essência esteve na cabine de imprensa e teve a honra de conferir a fábula urbana  "As Boas Maneiras" que trás uma narrativa bem diferente dos contos de lua cheia que costumamos ouvir. 

(Marjorie Estiano no papel de Ana, uma grávida misteriosa e   Isabél Zuaa  no papel da babá Clara)


O filme conta  uma história de horror e fantasia que parte do envolvimento de duas mulheres de mundos opostos. Clara (Isabél Zuaa) é uma enfermeira solitária e de pouca conversa que mora na periferia de São Paulo e logo é contratada para ser a babá do filho que Ana (Marjorie Estiano) está esperando. Uma noite de lua cheia provoca uma inesperada mudança de planos e Clara assume a maternidade de uma criança diferente das outras.


( Noite de lua cheia e seus mistérios na vida de Ana e Clara)



Direção e Roteiro de Juliana Rojas e Marco Dutra. No Festival do Rio 2017 ,  o filme ganhou  o Prêmio Felix  de melhor longa de ficção,  Prêmio Fipresci de melhor filme de evento, melhor fotografia, melhor atriz coadjuvante para Marjorie Estiano e melhor longa-metragem de ficção pelo Júri Oficial. O filme de fato é longo e divide-se em duas partes.  A falta de expressão de Clara   dá um certo desconforto no início da trama.  Ela parece ser muito distante de sentimentos e palavras. Na medida em que a história  vai desenrolando, percebemos que essa característica é bem peculiar da personagem e que a discrição é o principal ponto quando as situações mais bizarras começam a acontecer. Ana esconde algo do passado e não conta com a ajuda nem dos parentes, o que faz de Clara a pessoa mais próxima. Como toda mulher grávida, Ana tem desejos e para falar a verdade, são bem  estranhos. Mas o que de fato intriga  Clara não é comum. Ela passa a monitorar os passos de Ana que em noite de lua cheia, vira sonambula com aspecto sinistro. Por mais estranho que seja, a babá acaba se envolvendo cada vez mais com Ana. Mas o desfecho não é nada agradável para quem espera um final feliz e começa uma nova etapa na vida de Clara. Alguns anos depois, a babá se torna  mais guardiã para  o pequeno Joel (Miguel Lobo), do que uma mãe. Ela precisa ter cuidados e muita cautela. Impedindo de levar uma vida normal. Joel não é uma criança comum apesar de frequentar a escola,  ele passa a questionar sobre seu nascimento. Porém as preocupações de Clara não gira em torno das questões de Joel e sim de certos acontecimentos que acabam chamando a atenção de Dona Amélia (Cida Moreira) a vizinha. Até quando Clara vai conseguir guardar esse mistério? Ela praticamente  é refém dessa escolha do seu passado e agora precisa correr contra o tempo  e todos os dias de lua cheia.  O filme tem uma proposta bem diferente  com um emaranhado de coisas onde o  folclore vem de forma contemporânea,  recheado de terror, humor, amor e lua cheia. Marjorie Estiano como sempre incorpora muito bem sua personagem. As opiniões foram divididas entre quem gostou da primeira parte  e quem gostou da segunda. Eu particularmente gostei da primeira, mas no geral o filme me surpreendeu bastante com o toque dramático.  Eu sei  que  o nome do filme é estranho para contos de horror, mas aí que está o mistério! O filme estreou dia 7 de junho. Não percam, vale a pena assistir  nosso cinema nacional inovando.


Assista o trailer





FICHA TÉCNICA
Brasil / França   Ano 2017- Drama/ horror, 135 minutos colorido.
Direção e Roteiro: Juliana Rojas & Marco Dutra
Produção: Maria Ionescu, Sara Silveira, Clément Duboin e Frédéric Corvez
Distribuição no Brasil: Imovision

ELENCO
Isabél Zuaa (Clara), Marjorie Estiano (Ana), Miguel Lobo (Joel), Cida Moreira (Dona Amélia),
Andrea Marquee (Ângela), Felipe Kenji (Maurício), Nina Medeiros (Amanda), Neusa Velasco (Dona Norma), Gilda Nomacce (Gilda)

EQUIPE
Direção e Roteiro: Juliana Rojas & Marco Dutra
Produção: Maria Ionescu, Sara Silveira, Clément Duboin e Frédéric Corvez
Produtora: Dezenove Som e Imagens
Coprodução: Good Fortune Films (FR), Urban Factory (FR) e Globo Filmes (BR)
Produção Associada: José Alvarenga Jr.
Direção de Fotografia: Rui Poças, AIP
Direção de Arte: Fernando Zuccolotto
Figurino: Kiki Orona
Maquiagem: Rosemary Paiva
Montagem: Caetano Gotardo
Música: Guilherme Garbato e Gustavo Garbato
Canções: Marco Dutra, Juliana Rojas, Guilherme Garbato e Gustavo Garbato
Direção de Produção: Cristina Alves

AS BOAS MANEIRAS é uma produção Dezenove Som e Imagens, com  coprodução da Globo Filmes e das companhias francesas Urban Factory e Good Fortune Films.
Distribuição Imovision.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.